«Demian»
Hermann Hesse

Sinopse o livro «Demian» Hermann Hesse (resumo)

Edição comemorativa dos 50 anos de lançamento da obra no Brasil.

Emil Sinclair é um jovem atormentado pela falta de respostas às suas questões sobre o mundo. Ao conhecer Max Demian, um colega de classe precoce e carismático, Sinclair se rebela contra as convenções de seu tempo e embarca em uma jornada de descobertas. Publicado originalmente em 1919, este clássico, considerado um divisor de águas na trajetória de Hermann Hesse, reflete os questionamentos do escritor alemão acerca da humana, com suas contradições e dualidades. Influenciado pelas ideias de Carl Jung, fundador da psicologia analítica, Hesse descreve o processo de busca do indivíduo pela realização interior e pelo autoconhecimento.

Além de um divisor de águas para a carreira de Hermann, Demian é também uma obra que, “com precisão assustadora, acertou em cheio o nervo da época, arrastando toda uma juventude para um encantamento agradecido” – na definição dada, num ensaio de 1947, por ninguém menos que Thomas Mann, o monumento maior da literatura germânica do século XX, Prêmio Nobel de 1929.

Assim, este “romance de educação” (Erziehungsroman), de “formação” (Bildungsroman) se constrói numa rota que leva o narrador ao seu próprio encontro. Não é simples. “Nada repugna tanto ao homem do que seguir pelo caminho que o conduz a si mesmo!”, sublinha o protagonista.

Depois de Demian, o estilo de Hermann se afirma em livros como Sidarta (1922), O lobo da estepe (1927) e O jogo das contas de vidro (1943).


Para entender do que se trata o livro, você deve ler seu resumo (sinopse), resenhas, resenhas e ler citações. Tudo isso está no nosso site de livros!

Recomendamos baixar (download) o livro «Demian» Hermann Hesse grátis, sem registro e sms nos formatos epub, mobi, pdf em dispositivos como e-book, telefone Android, iPhone, PC (computador), iPad.

Baixar [Download] livro grátis «Demian» Hermann Hesse

Ler online gratis livro «Demian» Hermann Hesse

Demian-By-Hermann-Hesse

Revisões «Demian» Hermann Hesse

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

660 visualizações